As diferenças entre informação e conhecimento


Texto escrito por Iracema Cerdan Zavaleta Galves

Antes do surgimento da imprensa, a informação estava presa nas bibliotecas dos mosteiros. Depois, os livros começaram a ser produzidos em maior quantidade e apareceram os jornais. No século XX, o rádio e a televisão tiveram grande papel para a propagação da informação e, atualmente, a internet é o principal meio difusor dela.

A escola também teve seu papel, pois, com a universalização da educação, as informações passadas ali são para todos e não somente para a elite de antigamente. Claro está que ainda hoje existe uma grande diferença entre as escolas e o que se aprende em cada uma delas, mas não se pode negar que as informações passaram para as mãos de um amplo número de pessoas. Essa verdade é tão importante que há quem afirme que a criança de hoje têm mais informações acumuladas do que um imperador romano.

Atualmente as informações são difundidas de maneira muito rápida e em quantidades imensas. Basta “dar um google” em uma palavra e será possível encontrar uma infinidade de sites que tratam aquele assunto.

Para escrever esse artigo, por exemplo, ao digitar a palavra “conhecimento” no google obtive aproximadamente 93.400.000 resultados. Mas, não bastaria eu ler todos esses sites para obter uma resposta sobre o que é conhecimento, para isso, seria necessário (e foi o que eu fiz) separar e organizar esses dados (informações) de maneira que eu pudesse refletir sobre elas e entender sobre aquilo que estava pesquisando. Fazendo isso, obtive um conhecimento acerca do tema pesquisado.

inf_conhec

Imagem retirada de: http://shtfbrasil.com.br/os-4-pilares-da-preparacao/

Ou seja, enquanto a informação é um conjunto de dados, que fornece uma mensagem sobre determinada coisa, o conhecimento é mais abrangente, pois envolve pensar sobre esses dados. Quando damos sentido à informação, construímos o conhecimento.

Informação e conhecimento na escola

No passado, era a escola o lugar ideal para se passar as informações para o aluno, era o professor que as trazia e elas vinham separadas em matérias. Atualmente, ela está em todos os lugares e mais acessível do que nunca. Hoje, muitas vezes, o estudante complementa a fala do professor com informações que foram vistas na internet.

Por isso, o papel da escola e do professor mudou bastante: ele não deve apenas passar a informação, mas transformá-la em conhecimento!

A escola faz essa transformação quando relaciona as diferentes informações, juntando aquilo que foi aprendido nos diversos anos escolares e mostrando como usá-las de maneira concreta, ou seja, dando um sentido e um significado a elas.

Assim, o papel da escola deve ser ensinar o estudante a gerir a informação.

Por que é importante que informação e conhecimento caminhem de mãos dadas?

Nós vimos que as informações estão em todos os lugares, mas sabemos que nem toda a informação é útil. Por isso, é muito importante saber captá-las no lugar adequado, separá-las e organizá-las. É nesse momento que entra o conhecimento, pois é ele que vai pensar sobre elas. O conhecimento é a informação refletida.

Dicas_clip_image004

Imagem retirada de: http://cafedeideiaszen.blogspot.com.br/2012_10_01_archive.html

Pensando sobre as informações, adquire-se o conhecimento. E esse conhecimento vai se ampliando à medida que ganha novas informações, que vão se somando às anteriores, até que se chega à sabedoria.

É por isso que os profissionais continuam estudando depois de formados: eles precisam agregar informações, reformular conhecimentos que antes eram dados como certos mas que hoje são vistos com cautela, desconstruindo verdades e aprendendo com as novas experiências.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *