Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

https://br.freepik.com/

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, também conhecido como TDAH, é um transtorno neurobiológico e hereditário. Começa necessariamente na infância, mas pode continuar na vida adulta (BARKLEY, 2011; SAFREN, 2008).

Os sintomas do TDAH geralmente causam prejuízos na vida da pessoa, em diferentes âmbitos: em casa, no trabalho, na vida social, na comunidade, nas relações amorosas, na condução de veículos, no manejo do dinheiro, nas atividades de lazer, na sexualidade, na criação dos filhos e nas responsabilidades diárias. Ou seja, é um transtorno bem limitador para a vida do indivíduo (BARKLEY, 2011).

Isso porque pode envolver: dificuldade de atenção, alta impulsividade (desinibição) e alta atividade (hiperatividade). No entanto, há muitas opções de tratamento e estratégias de enfrentamento, geralmente envolvendo medicamentos e psicoterapia (BARKLEY, 2008).

Apesar de ser um transtorno bastante conhecido, é muito importante o diagnóstico feito por um médico psiquiatra, pois seus sintomas podem ser confundidos com outros transtornos, além de que é possível que o TDAH venha acompanhado de alguma comorbidade, necessitando também de atenção e tratamento (BARKLEY, 2011).

A psicoterapia é um importante recurso para desenvolver uma boa qualidade de vida nas pessoas que têm TDAH. Imagem retirada de Canva.

Fontes consultadas

  • BARKLEY, Russel A.; BENTON, Christine M. Vencendo o TDAH Adulto. Porto Alegre: Artmed, 2011.
  • BARKLEY, R.A.; MURPHY, K.R. Transtorno de déficit de atenção / hiperatividade: exercícios clínicos. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2008.
  • SAFREN, S. A.; PERLMAN, C. A.; SPRICH, S.; OTTO, M. W. Dominando o TDAH adulto: programa de tratamento cognitivo-comportamental: manual do paciente. Porto Alegre: Artmed, 2008.