Entrando e saindo da Rússia

[:pb]

O maior país do mundo é dono de uma grande diversidade e uma história impressionante que vale a pena ser vivenciada. Mas há alguns cuidados importantes de serem tomados pelos viajantes que seguem a esse destino, principalmente os que optam por uma viagem independente, ou seja, sem uma excursão comprada anteriormente.

  • VISTO / BUROCRACIA

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Rússia como turista desde que fique até 90 dias. Mas é importante ter a documentação (local onde vai se hospedar e o bilhete de saída do país) em ordem para não haver problemas para entrar.

Uma situação importante,  que não é esclarecida (nem pelas autoridades,  quando se entra na Rússia), é a necessidade de fazer o registro do local de hospedagem no país. Esse registro deve ser feito pelo hotel em até 24 horas da entrada do turista. Mas, se a hospedagem for em uma casa de família , esta pessoa deverá fazer o registro em um posto do correio.

A Revista St. Petersburg In Your Pocket (página 10 da edição de outubro-novembro de 2015) alerta para que ele seja feito: “Lembre-se que você deve ser registrado em até 7 dias da sua chegada na Rússia (excluindo finais de semana e feriados públicos). Hotéis são legalmente obrigados a registrá-lo em até 24 horas da sua chegada. Algumas agências de viagem podem também registrá-lo. Se você não for registrado a tempo, poderá ter sérios problemas quando for sair, tendo de pagar uma taxa e podendo perder seu voo enquanto oficiais interrogam você”.

Foto da informação escrita na Revista St. Petersburg In Your Pocket (out-nov 2015).
Foto da informação escrita na Revista St. Petersburg In Your Pocket (out-nov 2015).

Para a maioria das pessoas que deixam o país não é pedida a apresentação do tal registro, mas há um relato de que ele se fez necessário (veja a seguinte reportagem da Folha de São Paulo).

O papel de imigração que é dado logo na entrada do país juntamente com o passaporte também é importante e deve ser mantido junto com este, pois ele é pedido ao se fazer o check in no hotel e deve ser devolvido ao sair do país.

  • IDIOMA / COMUNICAÇÃO

Outra situação que o viajante deve estar preparado é com a comunicação. Não se preocupe se você não fala inglês, pois os russos também não.

O fato de poucas pessoas falarem inglês e do alfabeto usado no russo ser o cirílico pode complicar um pouco  (a boa notícia é que as coisas estão mudando um pouco para receber os turistas na Copa do Mundo de 2018).

Uma dicas importante é dar uma estudada no alfabeto russo, pelo menos para conseguir fazer uma leitura rápida das palavras básicas, como nomes de estações de metrô por exemplo – você vai reparar que não é tão difícil assim e, ao começar a pronunciar as letras corretamente, algumas palavras podem ser compreendidas pela similaridade com as que usamos.

Wikipedia tem uma tabela bem bacana, mostrando as letras russas e os sons correspondentes.

Letreiro da Starbucks na Rússia (2015).
Letreiro da Starbucks na Rússia (2015).
  • CLIMA NA RÚSSIA

As temperaturas mais altas na Rússia giram em torno de 20 ºC entre os meses de junho a agosto (é o verão russo!) e as mais frias, entre novembro e janeiro. Em outubro, outono no país, a temperatura já pode chegar a graus negativos e é possível ver alguns flocos de neve, embora o período de neve mesmo inicie um mês depois. As chuvas acontecem com maior frequência no verão (nos meses de junho a agosto).

  • CHEGANDO PELO AEROPORTO DE MOSCOU

A ida do aeroporto Domodedovo até o centro de Moscou  é fácil. O trem Aeroexpresso leva as pessoas que estão chegando ao país em 30 minutos até a estação de metrô Paveletskaya e, a partir daí, a locomoção pela cidade é tranquila (desde que você tenha uma mínima noção do alfabeto russo).

O preço do trem é de 470 rublos (ou 6,70 euros na cotação de outubro de 2015) e o metrô, em Moscou, custa 50 rublos cada viagem (0,71 euros na cotação de outubro de 2015).

Trem Aeroexpresso (Moscou, Rússia, 2015).
Trem Aeroexpresso (Moscou, Rússia, 2015).
  • SAINDO DA RÚSSIA

Sugerimos que no dia de sua saída da Rússia, você chegue com bastante antecedência ao aeroporto a fim de passar pelo controle da imigração com tempo, caso haja necessidade de responder a algumas perguntas ou mostrar alguns documentos. Não costuma dar problemas, mas é importante estar preparado para caso ocorra algum imprevisto.

  • TREM

A Rússia é enorme e tem muitas cidades interessantes. As mais famosas e visitadas pelos turistas ocidentais são Moscou e São Petersburgo, mas há outras que podem valer a pena.

O meio de transporte mais indicado para viajar entre cidades é o trem, que costuma ser bastante confortável, mesmo para as viagens mais longas, como é o caso do Expresso Transiberiano.

A distância entre Moscou e São Petersburgo, por exemplo, é de mais ou menos 700 km e há algumas opções de trem: o de alta velocidade tem duração de 4 horas e o noturno de 12 horas, nesse último você viaja em uma cama. Essa viagem custa de 800 a 15.000 rublos.

Para maiores informações sobre viagens em trens na Rússia, entre no site oficial.[:pe]

El país mas grande del mundo es dueño de una gran diversidad y una historia impresionante que vale la pena ser vivida. Pero hay algunos cuidados importantes a ser tomados en cuenta por los viajantes que van a ese destino, principalmente los que optam por un viaje independente, o sea, sin una excurción o comprada anteriormente.

  • VISA / BUROCRACIA

Peruanos no necesitan de visa para entrar en Rusia como turista desde que permanescan hasta por 90 dias. Pero es importante tener los documentos (local donde se va a hospedar y el pasaje de salida del país) en órden y así evitar problemas al entrar.

Una situación importante,  que no es aclarada (ni por las autoridades,  cuando se entra en Rusia), es la necesidad de hacer el registro del local de hospedage en el país. Ese registro es realizado por el hotel en hasta 24 horas de la entrada del turista. Mas, si el hospedaje fuera en una casa de família , el anfitrión deverá hacer el registro en un puesto del correo.

La Revista St. Petersburg In Your Pocket (página 10 de la edición octubre-noviembre de 2015) alerta para que este sea hecho: “Recuerda que deves ser registrado en hasta 7 días de tu llegada en Rusia (excluyendo finales de semana y feriados públicos). Hoteles son legalmente obligados a registrarlo en hasta 24 horas de su llegada. Muchas agencias de viaje pueden también registrarlo. Si usted no fuera registrado a tiempo, podrá tener serios problemas cuando fuera a salir, teniendo que pagar una tasa y pudiendo perder su vuelo encuanto oficiales le interrogam”.

Foto da informação escrita na Revista St. Petersburg In Your Pocket (out-nov 2015).
Foto de la información escrita en la Revista St. Petersburg In Your Pocket (out-nov 2015).

Para la mayoria de los turistas que dejan el país no es pedida la presentación del registro, mas hay un relato de que fue necesario (ver el siguiente reportaje en un diario oficial).

El documento de inmigración que es entregado en la entrada al país juntamente com su pasaporte también es importante y deve estar junto a este a todo momento, inclusive es solicitado al hacerse el check-in en el hotel y deve ser devuelto al salir del país.

  • IDIOMA / COMUNICACIÓN

Otra situación a la que el viajante deve estar preparado es con la comunicación. No se preocupe si usted no habla inglés, pues los rusos (inclusive/especialmente los moscovitas) también no.

El hecho que pocas personas hablen inglés y del alfabeto usado en el idioma ruso ser el cirílico puede complicar un poco  (la buena noticia es que las cosas están cambiando un poco para recebir a los turistas en la Copa del Mundo de 2018).

Un tip importante es dar una estudiada en el alfabeto ruso, por lo menos para conseguir hacer una lectura rápida de las palabras básicas, como nombres de las estaciones del metro por ejemplo – usted va a reparar que no es tan dificil así y, al comenzar a pronunciar las letras corretamente, algunas palabras pueden ser comprendidas por la similaridade con las que la  usamos.

En el sitio Wikipedia tiene una tabla, mostrando las letras y sus sonidos correspondientes.

Letreiro da Starbucks na Rússia (2015).
Letrero de Starbucks Cafe en Rusia (2015).
  • CLIMA EN RUSIA

Las temperaturas mas altas en Rusia giran en torno de 20 ºC entre los meses de junio a agosto (el verano ruso!) y las mas frías, entre noviembre y enero. En octubre, otoño en el país, la temperatura ya puede llegar a grados negativos y es posible ver algunos copos de nieve, aunque el periodo de nieve inicie un mes despues. Las lluvias acontecen con mayor frecuencia en verano (en los meses de junio a agosto).

  • LLEGANDO POR EL AEROPUERTO DE MOSCÚ

El trecho desde el aeropuerto internacional Domodedovo hasta el centro de Moscú  es facil. El tren Aeroexpresso lleva a las personas que estan llegando al país en 30 minutos hasta la estación de metro Paveletskaya y, a partir de allí, la locomoción por la ciudad es tranquila (desde que tengas una mínima noción del alfabeto ruso).

El precio del pasaje de tren es de 470 rublos (o 6,70 euros en la cotación de octubre de 2015) y el metro, en Moscú, cuesta 50 rublos cada viaje (0,71 euros en la cotación de octubre de 2015).

Trem Aeroexpresso (Moscou, Rússia, 2015).
Tren Aeroexpresso (Moscú, Rusia, 2015).
  • SALIENDO DE RUSIA

Sugerimos que el día de su salida de Rusia, usted llegue con bastante antecedencia al aeropuerto a fin de pasar por el control de inmigración con tiempo, caso haya necesidad de responder algunas preguntas o mostrar algunos documentos. No acostumbra dar problemas, pero es importante estar preparado caso ocurra algun imprevisto.

  • TREN

Rusia es un país es enorme y tiene muchas ciudades interesantes. Las mas famosas y visitadas por los turistas occidentales son Moscú y San Petersburgo, mas hay otras que pueden valer la pena.

El medio de transporte mas indicado para viajar entre ciudades es el tren, que acostumbra ser bastante confortável, inclusive para los recorridos mas distantes, como el caso del Expresso Transiberiano.

La distancia entre Moscú y San Petersburgo, por ejemplo, es de mas o menos 700 km y hay algunas opciones de trem: el de alta velocidad demora 4 horas y el nocturno 12 horas, en este último usted viaja en una cama. Ese viaje cuesta de 800 a 15.000 rublos (11,4 a 214 euros en el cambio de octubre de 2015).

Para mayores informaciones de costo y horários de trenes en Rusia, visita el site oficial.[:]